segunda-feira, 23 de setembro de 2013

ETIMOLOGIA DO NOME DE ARTEMISA, por Artur Felisberto.

clip_image002

Figura 1: PLANCHE XCII. (...) Nous venons de parler d'Iphigénie ; on se rappelle aussitôt le sacrifice de la fille d'Agamemnon, qui, au moment d'être immolée pour le salut de l'armée grecque, fut enlevée par Diane et transportée dans la Tauride, la déesse lui ayant substitué une biche. De son côté, M. Panofka fait remarquer qu'ici Artémis remplit elle-même l'office de prêtresse; c'est la déesse qui va sacrifier le cerf. Près d'Orestasion en Arcadie, on honorait Artémis sous le surnom d"Upeia, la prétresse. (...) Le sacrifice de la biche remplaçant la vierge, est donc un sacrifice expiatoire, et les dieux qui assistent à cette scène sont des divinités qui détournent les maux, en acceptant l'expiation (...). -- Élite des monuments céramographiques: matériaux pour l'histoire des religions et des moeurs de l'antiquité (Band 2), Charles Lenormant & Jean de Witte.

Filha de Zeus e de Latona (ou Leto), uma Titânide, e irmã gémea de Apolo, Artemisa (ou Artémis) nasceu em Delos. Era uma divindade antiga, uma das doze maiores, com um grande e marcado culto popular. Conhecida pela prática de sacrifícios humanos, chegou mesmo a ser considerada uma divindade agreste, da vida selvagem e da floresta. No entanto, era, simultaneamente, a deusa dos caçadores e dos arqueiros e a protetora da castidade mas também da fecundidade, das crianças e dos seres sem defesa.

Apreciava vaguear pelos montes e vales, seguida por um grupo de ninfas, castigando exemplarmente quem as incomodasse. Ciosa dos seus domínios, bem como da sua virgindade - condição que exigia também às suas sacerdotisas e a todos os seus admiradores -, não permitia que alguém neles entrasse ou então tocasse nos seus animais. Por exemplo, Agamémnon, rei de Micenas, que chefiava a expedição grega a Troia, por ter matado um dos veados sagrados de Artemisa, foi pela deusa obrigado, com a sua frota, a ficar detido em Áulis, tais eram os ventos que contra ele a eterna caçadora levantou. Só quando Agamémnon prometeu sacrificar sua filha, Ifigénia, a ira da deusa se desanuviou, embora não se saiba se Ifigénia terá sido mesmo morta.

= *Kur-Kima-Ki-Ki.

Kur = (Srª da) montanha [que segura (ao colo) o “deus menino”, o céu].

Kima = Mãe Terra.

Ki-Ki = (Srª da) dupla terra = terra (filha) da terra = filha/o da terra.

Artemis, hê, gen. idos, also itos, dat. iti. Dor. Artamis, itos (or idos). ·  Artemis, Deriv. uncertain, but more prob. connected with artamos than with artemês.

1. artamos, ho, butcher, cook, metaph., murderer.

2. artem-ês, es, safe and sound.-- Ep. word; etym. of Artemis, Plat. Crat. 406b. -- Liddell-Scott-Jones Lexicon of Classical Greek

A verdade porém é que o nome grego de Artemisa tanto teve a forma mais conhecida Artemis como a variante dórica Artamis sem que á partida seja fácil ter preferências etimológicas entre artâmos e artemês. Em qualquer caso, aquilo que se supõe ter sido um falar dórico seria possivelmente um falar continental mais arcaico e seguramente ainda relacionado com os velhos falares cretenses ou micénicos pelo que só não aceitamos a preferência pelo Greg. artamos por não fazer sentido que o nome duma deusa derive dum conceito tão laico, quanto vil e prosaico, como “carniceiro, cozinheiro e assassino”! No entanto terão sido estes os conceitos que derivaram das relações de Artemisa com a caça e das funções de cozinheira divina da deusa mãe *Kimê…e quase seguramente pela relação de Artemisa com os sacrifícios humanos.

De resto, artemês ganhou o significado de “são e salvo” por Artemisa porque, enquanto Deusa Mãe de Éfeso, teria herdado a farmacopeia e funções medicinais de *Kima! No entanto, Artemês seria literalmente as “leis de *Kartu” roubadas por Istar a seu pai Enki-Kur.

Nos Graffitis arcaicos de Thera encontramos os nomes dos seguintes deuses: Zeus, Apolôn, Boreaios, Diozkoroi, Khiron, Lokaia, Damia, Athanais, Hermas, Artamitos  e…Kores ou Korhs. O genitivo grego de Artemisa não seria mais do que a forma arcaica do nominativo Artamitos. Em Sardis seria Artimuk.

Artemidos < Artamaudus < Harthiamathus

< *Kaur-Ki-Ama-At < *Kur-ki-Ama-Kiki

> Kaur-thi-Ama-ish > Hartiamaish

> Dor. ARTAMIS & APELLÔN (on Berlin F 2634).

Na escrita micénica em linear-b encontramos A-TI-MI-TE (<= A®-TI-MI-TE?) o que significaria que anteriormente aos dórios seria a forma Artemitos.

The origin of the name, Artemis (Greek Ártemis, genitive Ártemidos), like that of Apollo (until now) is doubtful. Since we do not know from what language or dialect of Greek it comes (though, with the terminal element -id- (Brugmann 1972, II, pp. 407-10), it is almost certainly Greek), speculations on the meaning of her name can hardly be conclusive but, a possible derivation might be from IE *ar-, "white" (cf. IE 3. ar-, "nut"(1)) + tem-, "cut", in the sense of "(female) family member (-id-) of the white knife (cutter)", a possible description of the lunar crescent.[1]

Esta etimologia, por se fundamentar na suposta língua proto-indo-europeia, acaba por se parecer mais com mais fantasia mítica moderna do que verdadeira ciência etimológica, acaba, no entanto, por ter a intuição de decompor este nome nos seus três elementos semânticos fundamentais!

*Ar- (= "white") < a luz da Lua, Urki > Kur > *Kar, o sol da branca luz do claro dia!

*Tem- (= "cut") < Them(is) < Dama < *Kima, a temível Tiamat das noites das «facas longas» da gigantomaquia por causa das suas misteriosas culinárias e feitiçarias antropofágicas de Deusa Mãe primordial!

-Id- < itos > ite, como em (Afrod)ite? é de facto um sufixo relacionado com a feminilidade e então, relacionado também com o anatólico -at, o canaanita -e/oth, o egípsio -et/tite < o caldeu -ish < e o presumério Kiki.

Então, o nome de Artemisa teria sido na origem *Kur-Kima-Kiki > Kur-Tiam-at, lit. a Sr.ª Tiamat dos infernos do Kur! Então talvez já comesse a fazer sentido a relação deste nome com uma deusa de sacrifícios humanos e com as gorgónias como noutros contextos se parece inferir.

 

Ver: ACTEION (***)

 

HINDUS

Entre os Hindus existem indícios linguísticos de antecedentes com Artemisa em Lakshmi.

 

Ver KALI (***)

 

Lakshmi : Goddess of Wealth and Vishnu's consort.

Lakshmi < Raki Ishma < Kar ishma (> «carisma»)

> Har-kiki-ma > Arkimaki > Artemisa.

 

Ver: KALI (***)

 



[1] Patrick C. Ryan * 9115 West 34th Street - Little Rock, AR 72204-4441 * (501)227-9947, PROTO-LANGUAGE @ email.msn.com

Sem comentários:

Publicar um comentário